MODELOS E TIPOS DE CAIXAS DAGUAS, FIBRA, POLIETILENO, POLIESTER, AÇO INOXIDAVE OUTROS

Fabricadas para armazenar um recurso bastante valioso, as caixas d’água podem ser encontradas em diferentes modelos, tamanho, formato, capacidade, e materiais.

Ao longo dos anos, a evolução da construção civil e o desenvolvimento da tecnologia fizeram com que esses recipientes se tornassem cada vez mais resistentes e seguros à saúde humana. Para isso, novos materiais foram incluídos na fabricação, tornando alguns dos produtos mais econômicos e eficientes.

Está com dúvida entre tantas opções? Então conheça os principais tipos de caixa d’águae faça sua escolha!

Aço inoxidável

A caixa d’água de aço inoxidável oferece alta resistência à corrosão e a possíveis impactos. Boa parte dos modelos presentes no mercado possuem sistema de vedação que evita a entrada de insetos e sujidades no interior do recipiente.

Outro destaque também está na leveza do material, que, embora seja aço, seu processo de fabricação resulta em uma camada fina que torna a caixa fácil de transportar.

Esse produto é mais indicado para quem busca um modelo esteticamente bonito e fácil de limpar. Além disso, a caixa d’água de aço inoxidável mantém a água fresca por mais tempo, visto que o material tem baixa condutividade de calor. Em relação ao preço, ainda é um dos modelos mais caros e que, portanto, não oferece tanta economia.

Polietileno

O polietileno é um tipo de plástico fabricado com polímeros à base de petróleo. Quando utilizado em caixas d’água, proporciona alta durabilidade, flexibilidade na execução do formato e leveza. Para ambientes abertos, o polietileno oferece vantagens pela sua resistência contra os raios UV.

A textura lisa também facilita a limpeza, que pode servir de complemento na proteção que o material já oferece contra as bactérias. Assim como o modelo em aço inox, essa caixa vem com um bom sistema de vedação, com o diferencial de que seu preço é um pouco mais acessível no mercado.

Poliéster reforçado

As caixas d’água de poliéster reforçado costumam ser concebidas em tamanhos grandes e com alta capacidade de armazenagem. A montagem do modelo é feita no próprio local, a partir do encaixe de diversos módulos de poliéster reforçado com fibra de vidro.

Esse tipo de caixa é mais indicado para indústrias e empresas que necessitam armazenar uma grande quantidade de água, e oferecem o diferencial de customização — tamanho, formato — conforme o espaço e as necessidades do cliente.

Fibrocimento

Quase extintas no mercado, as caixas d’água de fibrocimento já foram muito utilizadas em épocas passadas. Inicialmente, a baixa durabilidade e resistência contra impactos desse modelo já eram um ponto negativo para os consumidores. Depois de um tempo, constatou-se que o material liberava amianto e outras substâncias prejudiciais à saúde humana. Assim, a caixa de fibrocimento pode ser considerada a pior escolha atualmente, e deve ser evitada em qualquer ambiente, seja ele residencial ou não.

Fibra de vidro

Esse material é constituído da mistura de resina e fibra de vidro, sendo muito utilizado na fabricação de piscinas e de grandes reservatórios de água. A variedade de tamanhos aliada à praticidade de uso e manuseio faz com que a caixa d’água de fibra de vidro seja uma das mais vendidas no Brasil.

Entre as características mais valorizadas do material, estão a resistência contra os raios UV — o que aumenta a vida útil —, facilidade de limpeza, instalação rápida e leveza. Além disso, é o modelo mais barato e acessível quando comparado aos demais, sendo, portanto, vantajoso para qualquer tipo de empreendimento que necessite de economia sem perder a qualidade.

Agora que você já conhece os principais tipos de caixa d’água, fique atento aos fornecedores para escolher uma empresa com garantia de qualidade e credibilidade. A Caixa Forte também trabalha com modelos em material de Fibra de Vidro. Acesse o site e conheça nossos produtos!

artigos

Como funciona o tratamento de esgoto em BH

As águas residuais são águas utilizadas em casas, empresas, indústrias e agricultura. Também inclui qualquer água pluvial ou subterrânea que entre no sistema de esgoto.  As